26/01/2018 12h22 - Atualizado em 26/01/2018 12h22

SAÚDE: SECRETÁRIO DE SAÚDE E EQUIPE DO SAMU REÚNEM E COBRAM ESTADO E UNIÃO PARA CUMPRIREM SUA PARTE

O fato é que a permanência e assistência do programa é dividido entre o Governo Federal, Estado e Município, sendo 25% do Governo do Estado, 25% do Município e 50%do Governo Federal.


SAÚDE: SECRETÁRIO DE SAÚDE E EQUIPE DO SAMU REÚNEM E COBRAM ESTADO E UNIÃO PARA CUMPRIREM SUA PARTE

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência-SAMU, foi implantado pelo empenho da Gestão anterior do Prefeito Valmir Climaco no ano de 2010, e desde então tem beneficiado a população de Itaituba com seus atendimentos.
O fato é que a permanência e assistência do programa é dividido entre o Governo Federal, Estado e Município, sendo 25% do Governo do Estado, 25% do Município e 50%do Governo Federal.
Neste início de 2018, o Prefeito Valmir Climaco anunciou uma sobrecarga acumulada pela falta da participação dos Governos Estadual e Federal, que desde o ano de 2012, deixaram de repassar suas contrapartidas, deixando somente a Prefeitura de Itaituba arcar sozinha com o Programa.
Preocupados com o possível fechamento do Programa, por falta dos recursos todos esses anos, atendendo a Solicitação do Prefeito, o Secretário de Saúde Iamax Prado e toda a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência-SAMU, composta por 06 técnicos, 04 condutores,05 telefonistas e um Coordenador reuniram na sexta-feira 19, nas dependências de suas instalações para fazerem uma cobrança e um apelo tanto ao Estado como ao Governo Federal que atendam a população e cumpram suas partes para o programa não parar.
O Coordenador do SAMU Antônio Firmino Silva Sobrinho e toda a equipe, enfatizaram que o Município não pode ficar só nesta luta, pois é de urgência a atenção dos Governos para parar um atendimento tão importante para os cerca de 150 mil habitantes que contam o programa.
De acordo com o Secretário de Saúde Iamax Prado, este ato é uma demonstração de compromisso com a população por parte do Governo do Trabalho, que mostra a realidade e vem a público cobrar o Governo do Estado para que cumpra os 25% que lhe cabe, como também a regulação dos 50% do Governo Federal para tire toda a carga de 100% que a Prefeitura de Itaituba vem cumprindo sozinha esses anos. O Secretário lembrou ainda que a regulação por ser atualmente regionalizada, o Município responsável é Santarém, e a grande dificuldade é que a base está em obra. Iamax finalizou ressaltando que o Prefeito Valmir Climaco irá á Brasília e levará o apelo de todos os servidores em vídeo, para apresentar a situação ao Governo Federal.
O Prefeito Valmir Climaco que á esteve em Brasília e não sentiu nem um interesse pelo programa, disse que voltará á Brasília e apresentará ao ministro da Saúde Ricardo Barros o apelo da população e da equipe que compõem o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência-SAMU, mostrando a situação do Município. O Prefeito não acredita que um atendimento tõ importante como este fique sem a atenção do Estado e do Governo Federal.

ASCOM/PMI



Enviar por e-mail Imprimir

Galeria de fotos